Tipos de garantias locatícias

Garantias locatícias

Todo interessado em alugar um imóvel deve estar preparado para oferecer uma garantia locatícia. Isso porque, por maior que seja o salário do inquilino e por mais alta a nota de aprovação de seu cadastro, imprevistos podem acontecer. Imagine (só imagine e depois já bata na madeira!) perder o emprego, por exemplo? Nessa situação, caso o inquilino não consiga honrar com seu compromisso mensal, o fiador poderá ser cobrado. Isso certamente dará maior segurança ao proprietário do imóvel! Ele irá preferir sempre colocar dentro de seu imóvel o inquilino que oferecer a melhor garantia!

Proprietário nega modalidade de garantia

O proprietário do imóvel não é obrigado a aceitar o tipo de modalidade escolhida pelo interessado em alugar. Cada dono de imóvel teve diferentes experiências no passado e por vezes, baseadas nessas experiências, optam por só um ou só outro tipo de garantia.

Proibição da garantia cobrança antecipada de aluguéis

Atenção! É proibido por lei a solicitação de mais de uma modalidade de garantia simultaneamente. A lei também proíbe a cobrança de aluguéis antecipados. Ainda bem que estamos aqui para te ajudar! Leia as dicas atentamente:

Fiador

A fiança é a modalidade mais conhecida e mais utilizada na hora de alugar imóveis. Isso porque ela é barata e rápida. O fiador deverá apresentar os documentos básicos além de comprovar renda e não poderá ter apontamentos de SERASA/SPC. Isso porque, em caso de inadimplência do inquilino, quem deverá arcar com as parcelas vencidas será o fiador.

Para dar mais força a garantia, o fiador poderá apresentar uma matrícula atualizada de imóvel de sua propriedade. Mas fique atento: O imóvel deve estar totalmente livre e desimpedido de ônus ou dívidas, como por exemplo, financiamento bancário ainda não pago, hipotecas, penhoras e etc. O documento do imóvel também deve estar totalmente regular, ou seja, não poderá constar inventário pendente de finalização ou divórcio ainda averbado. 

Na dúvida, contate nosso departamento jurídico. Nossos advogados ficarão felizes em atende-lo!

Depósito de caução

A segunda modalidade mais comum  de garantia consiste no depósito de três vezes o valor do aluguel antes da entrega das chaves. Alguns inquilinos erroneamente acreditam que tal depósito trata-se de “antecipação de aluguel” e em alguns casos se julgam no direito de deixar de pagar o aluguel por até três meses. Isso é totalmente errado!

Fique ligado: Após depositar a caução e receber as chaves, o aluguel vencerá normalmente em 30 dias de ocupação e deve ser pago, caso contrário o inquilino pode até ser despejado. A notícia boa é que após a desocupação do imóvel e estando tudo certo, ou seja, não havendo aluguel atrasado, danos ao imóvel ou quebra de contrato, os valores depositados são devolvidos integralmente acrescidos de juros de poupança.

Seguro-fiança locatício

Substitui o fiador e garante o pagamento do aluguel e demais débitos, funciona a partir de uma contratação da apólice de seguro de uma seguradora cuja o único beneficiário é o proprietário e o valor a ser pago varia de acordo com a renda de quem deseja alugar. Como vantagem essa garantia dá mais liberdade para quem deseja alugar um imóvel por depender unicamente da vontade do locador e da análise da seguradora. O valor do seguro fiança não pode ser presumido uma vez que dependerá das coberturas solicitadas e da análise do crédito do inquilino. O seguro é muito rápido, prático e resguarda a tranquilidade do inquilino e principalmente do proprietário do imóvel.

Para maiores informações acesse agora.

Título de capitalização

É basicamente um Fundo de Investimento. O valor do título é determinado pelas partes durante a negociação e há casos em que o Proprietário exige um valor mínimo. Após a negociação, os valores integralizados no título ficarão indisponíveis enquanto durar a locação. Isso traz mais segurança ao Inquilino e ao Proprietário também. Ao final da locação e não havendo inadimplência, danos ao imóvel ou quebra de contrato, e sendo o aniversário do título, os valores são resgatados com uma pequena correção monetária.

Caso o Inquilino opte por desocupar o imóvel antecipadamente, acarretará no resgate antecipado do título, o que pode trazer prejuízos, pois o fundo de investimento retém um percentual.

Para mais informações acesse.